Belo Horizonte, MG, 19 (AFI) – Em grande jogo na noite dessa quarta-feira, o São Paulo até conseguiu vencer o Cruzeiro por 2 a 1, no Mineirão, em Belo Horizonte, mas deu adeus à Copa do Brasil. O Tricolor tirou a invencibilidade da Raposa em 2017, mas o resultado não foi suficiente para manter os paulistas vivos na competição.

Como tinha perdido a partida de ida por 2 a 0, no Morumbi, faltou um gol para o time paulista buscar a classificação e seguir com chances de finalmente conquistar o troféu que falta em sua galeria.

Classificado, o Cruzeiro aguarda novo sorteio da CBF para conhecer o próximo adversário, já pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

COMEÇO ARRASADOR
Precisando do resultado, o São Paulo começou o jogo partindo para cima. Com marcação alta, explorando o poder de desarme de Morato, estreante da noite, o time paulista não dava espaço para o Cruzeiro respirar e passou perto de abrir o placar em duas oportunidades de tramas entre Lucas Pratto e Cueva.

De tanto insistir, o gol tricolor saiu aos 14 minutos. Morato cruzou da esquerda e Pratto cabeceou no canto direito de Rafael, que não pôde evitar.

A equipe visitante seguiu melhor em campo e, aos 29 minutos, Pratto quase marcou o segundo, acertando a trave após bate-rebate dentro da área. No contra-ataque, o Cruzeiro também assustava, mas errava no último passe, desperdiçando oportunidades de empatar.

DEU RAPOSA NO FINAL
A segunda etapa parecia começar da mesma forma, com o São Paulo tomando a iniciativa e o Cruzeiro esperando para sair no contragolpe. No entanto, aos 14 minutos, Rodrigo Caio furou ao tentar dominar e bola e derrubou Arrascaeta na entrada da área. Na cobrança da falta, Thiago Neves contou com desvio na barreira para deslocar o goleiro Renan Ribeiro e empatar a partida.

O São Paulo precisava de dois gols para se classificar e teve de se lançar ao ataque. Pressionando principalmente com bolas levantadas para a área, Gilberto mostrou seu faro de artilheiro e marcou o segundo do clube paulista aos 33. Nos minutos finais, os visitantes seguiram pressionando, mas não conseguiram chegar ao gol da classificação e deram adeus à Copa do Brasil.