Noticia Regional

Emmel: sócio-torcedor do Papão tem potencialidade

22/04/2013 21:32:11

Como o DOL adiantou no início do mês, o Paysandu está próximo de fechar com o executivo Júlio Emmel, principal organizador do programa  de sócios do Internacional, para dirigir e implantar o projeto de sócio-torcedor do Papão.

Em entrevista exclusiva ao DOL, Emmel falou sobre a importância desse tipo de programa para alavancar as equipes de futebol, mostrando o exemplo do Inter.

“Eu acredito que os programas de sócios são fundamentais para uma equipe ser grande e conquistar títulos. Além disso, é muito importante ter um conjunto de ações administrativas que dêem credibilidade para o clube, o que faz com que os torcedores confiem e queiram ajudar a financiar a sua agremiação. O Inter, por exemplo, tem cerca de 100 mil sócios. Isso nos dá uma rentabilidade de R$ 3 milhões, que nos proporciona uma tranqüilidade nas finanças, e contratar bons atletas. E com bons atletas nós temos mais facilidade de conquistar títulos”, explicou.

Sobre a aplicação do programa de sócios no Bicola, Emmel preferiu não falar questões mais específicas, mas ressaltou que o clube paraense tem grandes potencialidades.

“É só ver a torcida que vocês têm aí no norte, são muito fiéis, sempre lotam os estádios. Se o clube apresentar boas contrapartidas e conquistar os torcedores para ajudar a financiar o time, acho que pode render muito. Porém, nós temos que estudar um pouco ainda, porque nem sempre o que dá certo no Sul vai dar certo aí no Norte. São realidades e culturas diferentes”, avaliou.

DIRETORIA BICOLOR

 Júlio Emmel afirmou também que está próximo a fechar contrato com o Papão e que deve desembarcar em Belém no dia 1º de maio, após 12 anos de trabalho no Internacional.

A nova diretoria bicolor deixou boas impressões em Emmel, o que pode facilitar o trabalho em equipe.

“Eu percebi que aí eles têm uma equipe nova de dirigentes, que me parece serem torcedores do clube que conseguiram chegar ao poder, pessoas bem resolvidas profissionalmente, e que não precisam do clube para sobreviver. Eles (dirigentes) têm uma mentalidade diferente de vários clubes grande do país, que mais tiram do que dão aos clubes. Essa juventude aí é muito boa e pode ser importante para a agremiação ter sucesso. Porém, depende da comunidade de torcedores, que apóiem para que o clube avance”, definiu.

Depois da consolidação do programa sócio-torcedor, o Internacional conquistou duas vezes a Copa Libertadores da América (2006 e 2010), um Copa do Mundo de Clubes da Fifa (2006) e uma Copa Sul-americana (2008).

(Felipe  Melo/DOL)

Parceiros

Av. Almirante Barroso,2190, 3° andar. Marco

© Copyright 2011-2014 | Rádio Clube do Pará - Todos os direitos reservados