Cezar Magalhães/DOL

Definitivamente, o caso de amor envolvendo o Clube do Remo e o meia Eduardo Ramos terminou. Nesta sexta-feira (28), o jogador entrou com uma ação na justiça do trabalho contra o clube remista, na qual pede um valor pouco acima de R$ 3 milhões, segundo informação divulgada pelo repórter Paulo Caxiado, da Rádio Clube do Pará.

Eduardo Ramos cobra do Leão direitos de imagem, salários atrasados e outras providências ligadas ao Remo durante sua passagem pelo clube.

O jogador chegou no Baenão após atravessar a Avenida Almirante Barroso, pois atuava no Paysandu quando decidiu vestir a camisa remista.


Apelidado de “mito” pela torcida azulina, Eduardo Ramos conquistou dois títulos estaduais (2014 e 2015), além do acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o jogador se envolveu em uma polêmica com o técnico Josué Teixeira, em uma rede social sobre a sua recuperação no departamento médico azulino, no qual deixou o atleta de fora das semifinais do Parazão, contra o Independente.

A audiência entre Eduardo Ramos e Clube do Remo já está marcada para o próximo dia 30 de maio.

(Com informações da Rádio Clube do Pará)

5 COMENTÁRIOS

  1. põe essa canta pro técnico pagar esse arogânte que pensa que com um Bando de moleques ruins de bola podem ganhar o campeonato sou remista e preferia o Eduardo ramos que esse tecnico nojento sem o flamel e o Eduardo ramos o remo vai tomar uma pisa esses garotos só tem empolgação mais nem uma técnica pensam que só jogar bola na área vai resolver

  2. Calma E. Ramos, calma aí. Parece que teus dias de farrista estão contados. És bom jogador, possui boa técnica, visão de jogo, mas esse clube tem que ser respeitado. Já não basta o que os dirigentes fazem há anos, não podemos aceitar mais essas atitudes. Ou é profissional ou cai fora, cara!!! “Leião” porra!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui