Acelino Popó venceu a luta que marcou sua despedida do boxe na noite deste sábado. Contra o mexicano Gabriel “El Rey” Martinez, o baiano triunfou em decisão unânime. A disputa realizada em Belém, no Pará, terminou após oito roundes com pontuações dos juízes em 75×74, 76×73 e 75×74.

Aos 42 anos, Popó soma 43 lutas, com 41 vitórias (34 nocautes). Ele foi detentor do cinturão entre 1999 e 2004 e, em 2007, anunciou sua primeira aposentadoria, após a derrota para o norte-americano Juan Diaz, alegando que era melhor “parar por cima”. Em 2012, retornou aos rigues para enfrentar o paulista Michael Oliveira, no Uruguai, em luta vencida pelo baiano. Ele estava desde 2015 sem competir.

Desta vez, na despedida, a luta festiva foi dura. O mexicano de 29 anos não facilitou para o brasileiro, que venceu o primeiro rounde com facilidade, aplicando uma sequência de golpes, mas foi derrubado no segundo. Recuperado, Popó viu o adversário receber punição e levou a melhor.


Como amador, Popó começou a carreira aos 14 anos, quando foi campeão baiano. No ano seguinte, venceu a disputa da região norte-nordeste para, aos 17, sagrar-se campeão brasileiro.

Em 1995, o atleta conquistou prata nos Jogos Pan-Americanos em Mar Del Plata, na Argentina. Ele também foi campeão do Mundo Hispano pelo Conselho Mundial de Boxe (WBC) e garantiu o título latino da Federação Internacional de Boxe (IBF).

(Gazeta Esportiva)

 

1 COMENTÁRIO

  1. cara deixa de papo furado, pegou muita porrada e perdeu a luta, nesse paíszinho só ladrão e corrupto mais uma história se completa roubando pro popó, tomem vergonha na cara bando de ladrões

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui