Mesmo com tantas indefinições no Clube do Remo parece que o elenco que está se desmanchando enfim encontrou uma luz no fim do túnel. Após apresentar a nova diretoria que vai cuidar das rescisões dos atletas, as conversas estão começando acontecer.

O lateral-esquerdo Gerson, de 31 anos, parece que terá sua situação definida com o Remo nos próximos dias. Faltando 50% do salário de julho, mais agosto, setembro, outubro e rescisão – o contrato do jogador encerra dia 31 de outubro – o empresário do atleta conversou nesta quarta-feira (13), com o diretor Milton Campos.

“Eu já tinha tentando falar com o presidente Manoel Ribeiro e com outro diretor mas foi em vão. Hoje que falei com o Milton, o primeiro contato foi bom, estamos fazendo as contas para enviar”, explicou Luizinho Ferreira.


Gérson chegou no Remo em abril desde ano para jogar a Série C. O atleta estava no Brasiliense e foi indicação do então técnico Josue Teixeira. O jogador pode estar retornando ao clube do Distrito Federal, mas para isso precisa definir sua situação com o Leão.

Aqui em Belém, Gérson viveu momentos desconfortáveis, a maior deles é a omissão da diretoria remista que envolve a situação de salários atrasados, além de mais uma questão que o atleta vai precisar resolver: o dono do apartamento em que o jogador mora acionou a justiça por aluguéis atrasados.

O contrato entre o dono do imóvel e o Remo foi realizado através do clube, já que a responsabilidade da moradia do atleta é do Remo, definida em contrato.”Estamos confiantes que agora vamos resolver essa situação, acreditando. A intenção é fazer um acordo amigável”, finalizou o empresário.

(DOL)

1 COMENTÁRIO

  1. E O CLUBE? NÃO VAI DEMITIR NINGUÉM POR JUSTA CAUSA? A IMAGEM DO REMO ESTÁ PÉSSIMA GRAÇAS A ESSES TRBALHADORES DO FUTEBOL, INCOMPETENTES. É SÓ ASSISTIR ÀS VÍDEOS DAS PARTIDADS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui