A renúncia de Sérgio Serra como presidente do Paysandu pegou o futebol paraense de surpresa, nesta quinta-feira (6) e após o anúncio, vários dirigentes usaram as redes sociais para se manifestar, seja de forma favorável ou contra.

Ex-presidente do Clube do Remo, o advogado André Cavalcante mostrou sua solidariedade ao dirigente bicolor. Pelo twitter, Cavalcante diz que antes do dirigente, existe o homem e a família.

“Minha solidariedade ao Pres.Sérgio Serra do PSC. Acima de tudo existe o homem e sua família. A covardia que o vitimou é o pior do futebol”, escreveu o dirigente em uma rede social.


Pelo lado bicolor, o ex-presidente do clube nos anos de 2009/10 e 2011/12, Luiz Omar Pinheiro lamentou o atual momento do Paysandu, sem esquecer um episódio envolvendo um abnegado bicolor.

“Isto e muito ruim para nosso clube. Porem nesta hora muito difícil na historia do Paysandu nao posso deixar de comentar que a gente so planta o que colhe, nos ultimos tempo vi o Benemérito Izomar Souza e sua familia serem expulso do clube por membros da Novos Rumos, vi tambem um grande desrespeito com as pessoas que deram uma parte de sua vida no clube serem tratados como descaso como se nada tivesse feito parecendo que o Clube so tem quatro anos,, ate expulsar atletas que honraram nossa camisa das dependências da Curuzu. E por fim os atletas quê foram Campeao dos Campeões na evento comemorativo do dia 4 de agosto estao proibidos de usar a camisa oficial do Paysandu isto chama-se NOVOS RUMOS”, escreveu o dirigente.

Com a saída de Sérgio Serra, Tony Couceiro é o presidente do Paysandu até o fim de 2018.

(DOL)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui