Além da negativa quanto ao volante Ricardo Capanema, e da rescisão com Eduardo Ramos, o atacante Edgar é outro que está fora dos planos da comissão administrativa do Clube do Remo. A não permanência de Edgar não chega a ser surpresa, principalmente pelo baixo nível apresentado pelo atacante na reta final da Série C deste ano. Porém, se o jogador já não ajudava o Leão em campo, fora das quatro linhas, o maranhense deve “embaçar” com a agremiação.

Segundo uma fonte ligada aos bastidores do Remo, após inúmeras tentativas de negociações, não houve acordo entre as partes. “Ele não ficou satisfeito com o que foi proposto nesse momento. E sem um acordo, o atleta acaba se encaminhando para a Justiça”, disse a fonte.


Apesar do bom começo, Edgar foi afastado por diversas vezes de jogo. O retrospecto negativo do atleta se repetiu, prejudicando o Leão em partidas importantes no ano. “A porta do Clube do Remo sempre estará aberta para conversas. Se ele achar melhor conversar por meio da Justiça, vamos nos preparar para tal ação”, disse Milton Campos.

COBRANÇA NA JUSTIÇA

– Além de Edgar, outros 3 jogadores pretendem acionar o Clube do Remo na justiça ou já efetuaram ação.
– Os laterais Léo Rosa e Jaquinha foram os mais recentes a esboçar tal desejo. Léo Rosa, aliás, disse que não haveria mais conversa com os responsáveis azulinos, senão fosse diante dos tribunais.
– Até o momento, quem já entrou com ação foi o também lateral Gerson, que cobra algo superior a R$ 130 mil, com data de audiência programada para março do ano que vem

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Claudio Cancelar resposta

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui