Antes do encerramento do primeiro tempo do Re-Pa de ontem, o Clube do Remo se encaminhava para uma vitória parcial no clássico, por 1 a 0. Apesar de não apresentar um futebol tão superior ao adversário, naquele momento os azulinos se portavam bem. Dessa maneira, ninguém esperaria um empate repentino, inclusive com a ajuda significativa do principal atleta do Leão, que é o goleiro Vinícius. Ele falhou no lance que gerou o gol de empate, aos 44 minutos, em chute de Diego Matos de fora da área, sem tanto perigo para o arqueiro, que tem como “identidade” as defesas milagrosas.

 O erro, logicamente, não mancha a qualidade do camisa 1, porém, foi um dos pontos que evitou o triunfo azulino, que, agora, chegou ao terceiro jogo consecutivo sem vitória no Estadual. Vinícius ainda realizou boas defesas na segunda etapa, mas fez questão de comentar sobre a infelicidade na etapa primária. “A gente tá tranquilo, tem que ter personalidade e entender que não pode errar mais, acontece. Infelizmente, não pode errar na nossa profissão. Mas a gente mantém a regularidade. É continuar tranquilo, cabeça erguida, para dar sequência nos trabalhos”, enfatizou o Vinícius.


O goleiro, assim como a maioria dos atletas azulinos, creditou como positivo o desempenho geral no Re-Pa, dando boas perspectivas para os compromissos futuros da equipe. “Tivemos uma posse de bola, conseguimos compactar bem. Tivemos alguns erros, sim, mas o time se posicionou bem. É preciso dizer isso. Acredito que vamos melhorar com o tempo e que os resultados vão vir automaticamente”, destacou.

ATUAÇÕES

Vinícius – Conhecido pelos milagres na pequena área, falhou no gol do empate rival. Nota: 5
Geovane – Mesmo com o baixo aproveitamento nos cruzamento, deu apoio pelo lado direito azulino. Nota: 7
Kevem – Não comprometeu na zaga e por pouco não abriu o placar em cabeçada na trave. Nota: 7,5
Marcão – Afoito em alguns lances, entregou algumas bolas para o rival em saída errada. Nota: 5
Rafael Jansen – O zagueiro atuou bem improvisado na ala. Ajudou nas jogadas áreas e nos desarmes no meio-campo. Nota: 7
Djalma – Melhor jogador do Remo na partida, com marcação colada e participação nos contra-ataques. Nota: 8
Dedeco – Alvo constante de críticas, o jogador fez uma partida regular. Nota: 6
Diogo Sodré – Mais ligado que nas atuações anteriores, o jogador, contudo, ainda não despontou com a camisa azulina. Nota: 6,5
Douglas Packer – Fez o belo gol de falta e parou por aí. Nota: 7
Mário Sergio – Não atacou e não defendeu, fez apenas número em campo. Nota: 2
Gustavo Ramos – O jogador fez a sua partida mais acanhada até então pelo Remo. Nota: 5
Alex Sandro – Entrou para dar fogo no jogo e levar opções de ataque para o Leão. Não conseguiu nem um e nem outro. Nota: 4
David Batista: – Embora mais calmo, não deu liga no ataque azulino. Nota: 4
Echeverría – Assim como os companheiros que saíram do banco, não conseguiu reverter a situação em favor do time. Nota: 5
Márcio Fernandes – O treinador não conseguiu vencer a partida, mas ajeitou o time de forma considerável, com posse de bola e alternativas de jogo. Nota: 7,5

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui