Como diz o hino: “Ninguém pode negar o teu valor”. E o Bragantino fez jus à letra ao vencer a Aparecidense-GO, por 3 a 2, nesta quarta-feira (10), no estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, em Belém, avançando para a 3ª fase da Copa do Brasil.

Com mais de seis mil pagantes, o Tubarão contou com a força da torcida paraense, em especial de azulinos e bicolores. O time da casa não queria fazer feio e logo no início pressionou o adversário, com o goleiro Wallace tendo que trabalhar no chute de Mauro Ajuruteua.

Melhor em campo, o time de Bragança tinha que contar com a oportunidade certa para abrir o placar e ela apareceu aos 36 minutos: em jogada de Marco Goiano, o chute sobrou para Lukinha, que chutou forte para abrir o placar. Bragantino 1 a 0.

Mas logo no segundo tempo, a euforia virou tensão: o paraense Rayro deixou tudo igual aos 57 segundos.

Mesmo com o empate, o Bragantino não vacilou e voltou a ficar na frente aos 15 minutos com Marco Goiano, que cobrou pênalti para botar o Tubarão na frente.

A festa do Bragantino durou apenas cinco minutos, pois a defesa do Tubarão vacilou e Rayro, de novo deixou tudo igual. 2 a 2.


A sorte do jogo começou a mudar aos 26 minutos: Rafael Cruz cometeu falta, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. A partir daí, o Bragantino tomou conta do jogo.

De tanto insistir, o Tubarão chegou ao gol da classificação aos 41 minutos: em bola na área, Marco Goiano, de novo, colocou o Tubarão na frente e o time de Bragança na próxima fase da Copa do Brasil, onde terá pela frente, o Vila Nova-GO.

Antes do time goiano, o Bragantino terá a decisão do 3º lugar, neste sábado (13), contra o Paysandu.

Veja os melhores momentos:

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO: Axel; Bruno Limão, Gabriel, Romário e Esquerdinha; Ricardo Capanema, Paulo de Tarcio, Lukinha e Marco Goiano (Keoma); Fidélis (Tony Love) e Mauro Praia (Will).

Técnico: Samuel Cândido

APARECIDENSE-GO: Wallace; Rafael Cruz, Filipe Costa, Robson e Mário Sérgio; Tiago Ulisses, Wagner e Washington (Rayro); Moisés, Aleilson (Uenderson) e Nonato (Alex Henrique).

Técnico: Edson Junior.

ÁRBITRO: Adriano Milczvski (PR)

ASSISTENTES: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo dos Santos (PR)

CARTÕES AMARELOS: Bruno Limão (BRA); Rafael Cruz e Rayro (APA)

CARTÕES VERMELHOS: Rafael Cruz e Rayro (APA)

LOCAL: estádio Olímpico do Pará, Mangueirão / Belém (PA)

(Diego Beckman/DOL)

1 COMENTÁRIO

  1. ola bom dia uma critica a esse goleiro Mota que nao tem respeita o torcedor do payssandu que paga o salario dele que deixar sua familiar compra material esportivo pagar socio torcedo que nao atende de futebol e ele que nao saber nem sai do gol na pequena area sai em bola que nao e para ele sai o que diretoria falar sobre esse depoimento errado e o presidentende que nao vem isso

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui