Horas antes da partida contra o Salgueiro-PE, a informação da saída de Agnaldo de Jesus da comissão técnica do Remo agitou os bastidores azulinos no último domingo (9).

Segundo o presidente do clube, Manoel Ribeiro, em entrevista ao repórter Carlos Estácio, da Rádio Clube do Pará, o motivo foi de que “havia muita gente na comissão técnica”.

Em conversa com o portal DOL, Agnaldo diz que não houve nenhum motivo especifico e nega boatos sobre questões envolvendo justiça.


“Não teve nenhum motivo especifico que pudesse causar minha saída. Não briguei com dirigentes, com membro de comissão, técnica, funcionário e jogador. Não existe questões envolvendo a justiça. Nunca joguei o clube na justiça e se alguém disse isso, está sendo mentiroso”, disse Agnaldo.

“Seu Boneco”, como é conhecido pela torcida azulina comentou sobre a saída de Oliveira Canindé do comando técnico remista, que ocorreu no inicio da tarde desta segunda-feira (10).

“Fico muito triste. É um grande profissional e um grande amigo”, falou Agnaldo.

Ainda hoje, Agnaldo irá se reunir com a diretoria do Remo para definir seu cargo no clube que tanto defendeu como jogador, na década de 90, considerada a década de ouro do Leão Azul.

(Diego Beckman/DOL)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui