Com somente nove rodadas restando para o término do Campeonato Brasileiro da Série C, o Clube do Remo tem um novo comandante. Após a dispensa de Oliveira Canindé, Léo Goiano tem a missão de fazer um time competitivo e que possa alcançar a classificação para o mata-mata e o acesso à Série B. O novo treinador remista deve ser apresentado hoje, junto com a nova comissão técnica, para que os trabalhos comecem.

Léo Goiano, nos últimos anos, fez trabalhos consistentes no futebol paraense. Em 2015, levou o Parauapebas à terceira colocação do Estadual. No Parazão deste ano, Léo levou o Independente às semifinais, sendo eliminado pelo próprio Remo, nos pênaltis. Com esse retrospecto, Léo já vinha sendo sondado pelo Leão e, agora, o acordo foi selado. Em sua primeira passagem por um grande clube do estado, Léo Goiano se diz otimista. “Tenho a convicção de que vamos fazer um grande trabalho”, afirma. “Temos uma torcida que apaixonada e que apoia. E ela merece uma resposta”, completa Goiano.

O novo técnico remista já sabe muito bem dos fatores adversos que pode encontrar pelo Baenão. Léo destaca que qualquer tipo de problema pode ser resolvido jogando um bom futebol. “Os bastidores dependem muito do que ocorre em campo. Sei que o Remo passa por turbulências neste momento. Mas precisamos trabalhar forte, duro. Não adianta argumentar, é preciso trabalhar”, destaca. “E nossas pretensões devem ser ambiciosas, precisamos lutar para disputar lá em cima a vaga, brigando pelo G4, pela classificação”, concluiu o treinador do Remo.


Além de Léo Goiano, também farão parte da comissão técnica, o auxiliar João Neto Nasser, o Netão, que possui experiência no futebol paraense, em especial com as categorias de base do Remo, e o preparador físico Walter Grassmann, que está de volta, após uma saia justa, quando, no mesmo dia, ele acabou sendo demitido duas vezes, durante a saída de Josué Teixeira da equipe.

LÉO ESTAVA DE OLHO NA SÉRIE C E NO LEÃO AZUL

Com a contratação de Léo Goiano, aparentemente, o Clube do Remo não vai sofrer com o problema de adaptação. Afinal, o novo comandante vem trabalhando no futebol paraense nos últimos anos. Além disso, como já vinha sendo sondado e pela possibilidade de assumir o Leão, Léo Goiano estava de olho no que ocorria com clube durante a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C.

Ao longo do ano, principalmente por causa dos grandes trabalhos que vinha apresentando nos clubes do estado, Léo Goiano era um dos nomes fortes para assumir o time, principalmente na cabeça do torcedor, que já o queria desde a época de Josué Teixeira. Depois de um bom tempo, o treinador chega ao Remo como esperança de um novo começo. “Isso aumenta a minha responsabilidade. Isso (trabalhar no Remo), era um projeto meu há três anos. Eu já devo muito ao futebol paraense, é uma grande conquista. Precisamos agora encontrar o melhor caminho para voltar a crescer na competição”, afirma.

Léo Goiano comenta que já vinha acompanhando as partidas do Remo e, por isso, já tem um bom conhecimento sobre o elenco. “O profissional do futebol não pode deixar de acompanhar. Vi os jogos do Remo, já conheço o elenco. Estou muito feliz e na expectativa de fazer um trabalho forte”, ressalta.

(Café Pinheiro/Diário do Pará)

1 COMENTÁRIO

  1. Com esse time mediocre, sem expressão, sem vontade de jogar, sem um padrão de jogo, sem organização, sem vergonha mesmo, pode vir até o treinador da seleção Brasileira Tite, que não tem solução, venho assistido todos os jogos do remo na série C, não nenhum jogo que podesse dizer o Remo jogou melhor, não tem um jogador que se salve.
    Essa diretoria que só fez merda e continua fazendo e os torcedores que se ferre aguentando todo tipo gozação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui