O presidente do Paysandu evitou fazer comentários, ontem, sobre os aspectos técnicos do Brasiliense-DF, adversário de estreia do time bicolor na Copa do Brasil 2020. Ele ressaltou em conversa com a reportagem que a escolha se deu por sorteio, ontem, na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e que, por isso, não dava nenhuma chance de preferência deste ou daquele oponente pelo Papão. “O que precisamos é estar bem preparados para enfrentar os adversários sempre com todo o respeito e muita seriedade”, afirmou. O dirigente, no entanto, lembrou a tradição do Jacaré, como é apelidado o time candango.

“Sabemos que é um adversário tecnicamente capaz”, observou. “É um adversário que assim como todos os outros merece o nosso respeito e nossa seriedade”, complementou. No que tange à parte logística da partida, que acontecerá em Brasília, com o Paysandu tendo a vantagem do empate, Gluck Paul afirmou ter “ficado interessante “. “A gente fará um voo direto para Brasília, com duração de duas horas e meia, mais ou menos”, argumentou, ressaltando, em seguida, a boa disponibilidade de hotéis de qualidade na capital federal para alojar a delegação bicolor.


“Brasília é uma cidade que tem condições de hospedar nossa equipe oferecendo muito conforto”, apontou. O presidente também destacou o fato de o Papão dispor de local para fazer sua preparação final para o jogo, já na capital federal. “Vamos ter opções interessantes para o treino do nosso time”, disse. “Sob o aspecto logístico a gente acha interessante jogar em Brasília”, ratificou o dirigente, que disse torcer para que o Brasiliense mande a partida no melhor estádio da cidade.

“A gente tem a expectativa que o Brasiliense mande o jogo na Arena Brasília, o que pra nós, no aspecto técnico, é muito bom”, arrematou Gluck Paul se referindo ao estádio Mané Garrincha, sede de jogos da Copa do Mundo de 2014. Passando pelo Jacaré, o Papão enfrentará o classificado do confronto que reúne Independente de Tucuruí e CRB-AL. Este ano, o Papão volta a disputar a primeira fase da Copa do Brasil, depois de ter entrado nas oitavas de final da edição deste ano por ter sido campeão da Copa Verde de 2018.

Por ter deixado escapar o título da Copa Verde deste ano, o Papão deixou de faturar antecipadamente a cota de R$ 2.5 milhões, valor que Gluck Paul espera assegurar com o time jogando desde a primeira fase do torneio. “O que houve foi a perda de uma antecipação, mas que pode ser garantida, caso o time vá bem no torneio”, salientou recentemente o dirigente bicolor.

1 COMENTÁRIO

  1. O meu paysandu quando foi eliminado nas oitava da copa do brasil pelo inter neste anos, não fiquei triste pq o Inter era superior 30 vezes mais que o papão, em 2020 vou ficar triste pq vai ser eliminado por um time candango sem expressão. è mole ou quer mais.
    Quero ver a desculpa do treineiro e da direção geral do Papão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui