O Clube do Remo está eliminado da Copa Verde 2018. Jogando em casa e precisando de três gols de diferença para avançar, o Leão mostrou nervosismo, não jogou bem e ficou apenas no empate em 1 x 1 contra o Manaus-AM, que ficou com a vaga.

No primeiro tempo, os azulinos ainda desperdiçaram um pênalti, com Isac. Na reta final, o Gavião manauara marcou o gol com o meia Wander. O empate azulino veio nos minutos finais, com o zagueiro Mimica. 1 x 1.

Veja como foi o lance a lance da partida

Veja imagens do jogo na galeria

Agora, para o Leão, restam Copa do Brasil, Parazão e Série C. Neste final de semana, pelo Estadual, o adversário será o Bragantino, no domingo (18), às 16h, no Estádio Diogão.

O JOGO


O Clube do Remo teve muitas dificuldades na primeira metade da partida. Além da necessidade de fazer o resultado, o Clube de Periçá mostrou bastante nervosismo, errando passes e caindo na “catimba” do adversário, jogando sempre com regulamento a favor.

Nos primeiros minutos, muita ligação direta e pouca efetividade. Aos poucos a adrenalina foi baixando e alguns bons momentos foram esboçados, principalmente aproveitando os atacantes Felipe Marques e Jayme, que começaram abertos pelas pontas.

A melhor chance azulina esteve nos pés de Isac. Após Jayme ser derrubado por Hamilton dentro da grande área, o árbitro marcou pênalti. O camisa 9 foi para cobrança, encheu o pé, mas parou em boa defesa do goleiro Milton.

Mesmo com sete minutos de acréscimo, mais nervosismo azulino. Os jogadores do Manaus-AM passaram a valorizar o relógio, criando alguns lances de confusão e vaias da torcida, mas o resultado sem gols manteve-se até o intervalo.

LEÃO MELHORA, MAS EMPATA

No segundo tempo, sem mudanças de peças, Ney da Matta apostou na mudança de postura dos atletas. O Remo adiantou a marcação e tentou sufocar o adversário. O Manaus, porém, passou a se arriscar mais nos contra-ataques e levou perigo.

Os remistas esboçavam pressão no adversário quando sofreram duro golpe. Em lance rápido dentro da área, a bola chegou até o meia Wander, que apareceu entre os zagueiros e finalizou sem chances ao goleiro Vinícius. 1 x 0.

Em desvantagem no placar, Ney da Matta colocou o time para cima, inserindo Adenilson e Elielton na partida. As mudanças surtiram efeito e o setor ofensivo melhorou, ainda mais quando Negueba, do Manaus-AM, foi expulso.

Com mais espaços para jogar, o Remo fez da partida uma espécie de ataque x defesa, ainda que de forma desorganizada. Ainda teve tempo para Rodriguinho cobrar falta e a redonda chegar até Mimica, que empatou a partida no Mangueirão. 1 x 1.

Mesmo com disposição, faltou capricho técnico no lado mandante, que viu o árbitro apitar pela última vez, confirmando mais uma eliminação precoce do Leão na Copa Verde.

FICHA TÉCNICA:

Remo – Vinícius; Levy, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Felipe Recife, Fernandes (Rodriguinho) e Jefferson Recife (Adenílson); Jayme, Felipe Marques e Isac (Elielton). Técnico: Ney da Matta

Manaus – Milton; Tiago Granja, Paulão, Deurick e Negueba; Panda, Cleitinho (Wander), Juninho e Rossini; Hamilton (Zadda) e Nena (Marcus Vinícius). Técnico: Wladimir Araújo

Gols: Mimica (Remo) / Wander (Manaus)

Estádio: Mangueirão, Belém (PA)

Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio

Auxiliares: Marcos dos Santos Brito e Ruy Cesar Lavarda Ferreira

(DOL)

1 COMENTÁRIO

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkmil vezes kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui