No primeiro jogo fora de casa, o Clube do Remo teve jogo difícil e não conseguiu segurar vitória diante do Juventude, neste sábado (4), no estádio Alfredo Jaconi, no Rio Grande do Sul. Pela segunda rodada e no primeiro jogo fora de casa, o Leão volta com um ponto na bagagem após o empate em 1 a 1.

“O Juventude é uma boa equipe, então já sabíamos da dificuldade de jogar aqui. Estamos felizes e muito contentes com esse resultado, porque a equipe adversária é grande e vai brigar para subir”, avaliou o goleiro Vinicius.

O time alviverde também avaliou o resultado como positivo. “A gente queria a vitória, claro, jogando em casa. Mas ganhamos esse pontinho e agora é ir em frente”, disse Paulo Sérgio.

O jogo foi de bastante igualdade. Os dois gols saíram na etapa inicial da partida. Aos 16 minutos, Douglas Packer cobrou escanteio do lado direito e mandou para Fredson, que não desperdiçou e cabeceou para dentro do gol.

Com 10 em campo, quando Packer recebia atendimento médico fora do gramado e Djalma já sinalizava a substituição, o Juventude empatou. Aos 33 minutos, Dalberto encontrou John Lennon sozinho, que tocou por debaixo do goleiro remista.


Com esse ponto fora de casa, o Leão termina a rodada na segunda colocação, mesma quantidade de pontos do líder São José, que tem saldo de gols superior.

O Remo entra em campo novamente no próximo sábado (11), fora de casa. Às 17h15, o Leão enfrenta o Luverdense, em Lucas do Rio Verde, no Passo das Emas.

Acompanhe todas as informações da Série C no DOL.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE: Marcelo Carnê; Vidal, Genilson, Sidimar e Eltinho; João Paulo, John Lennon (Bruno Alves), Sananduva, Rafael Bastos (Caprini) e Dalberto;  Braian Rodríguez (Paulo Sérgio). Técnico: Marquinhos Santos

REMO: Vinícius; Rafael Jensen, Fredson, Marcão e Ronael; Ramires, Yuri, Douglas Packer (Djalma) e Carlos Alberto; Emerson Carioca (Mário Sérgio) e Gustavo Ramos (Alex Sandro). Técnico: Márcio Fernandes

Horário: 17h15

Local: estádio Alfredo Jaconi (RS)

Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio ( MS)

Auxiliares: Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS) e Leandro dos Santos Ruberado (MS)

(DOL)

1 COMENTÁRIO

  1. Quando determinou-se que Remo e PAYSSANDU ficariam na chave A da série C, foi um Deus nos acuda, pois como? Remo e PAYSSANDU jamais venceriam os times do Sul. A realidade mostra o contrário, graças à Deus! Futebol se ganha e se perde dentro de campo, não nas laterais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui