Clube do Remo voltou a decepcionar o seu torcedor. Na estreia do técnico Artur Oliveira, o Leão recebeu o Salgueiro-PE, neste domingo (3), no Mangueirão, em Belém, e saiu derrotado pelo placar de 1 x 0, se complicando na tabela de classificação.

Veja como foi o lance a lance!

O único gol da noite foi marcado ainda no primeiro tempo, quando o goleiro Vinícius não segurou bola que ficou com o volante Emerson, que colocou a redonda no fundo da rede. 1 x 0.

Com o resultado, o Clube do Remo segue na oitava posição, por critérios de desempate, mas com mesma pontuação dos dois últimos, Globo-RN e Náutico-PE.

Na próxima rodada, os azulinos viajam até Recife (PE), onde enfrentam o Náutico-PE, no sábado (9), a partir de 19h.


O JOGO

Formação diferente, motivação em altas, mas alguns erros de sempre. O primeiro tempo do Clube do Remo contra o Salgueiro-PE foi de alguns gols desperdiçados e desvantagem no placar, como tem sido o retrato remista na maioria dos confrontos ao longo dessa Série C.

No começo do jogo, porém, os comandados de Artur Oliveira tiveram boas oportunidades para inaugurarem o marcador. Na melhor delas, Eliandro deixou o volante Dedeco em boa condição dentro da grande área, mas o chute saiu pela linha de fundo.

O Salgueiro, que jogava fechado e na espera de uma bola, teve o seu momento e aproveitou. Em lance que contou com a contribuição do goleiro Vinícius, a redonda sobrou para o volante Emerson, que colocou no fundo da rede. 1 x 0.

No final do primeiro tempo, muito nervosismo e erro de passes do Clube do Remo, que abusou de ligação direta e não conseguiu furar a defesa do Carcará, que garantiu a vantagem parcial até o intervalo.

Curiosamente, na volta do intervalo, o time paraense voltou mais desorganizado e sem o controle do setor de meio de campo, como em boa parte dos primeiros 45 minutos, enquanto o Salgueiro-PE esboçava ser mais ofensivo e perigoso nos contra-ataques.

O tempo foi passando e o cenário não mudava. Artur, então, chegou a ter quatro atacantes em campo, quando optou por Isac, Gabriel Lima e Elielton, mas a bola não chegava aos homens de frente com a qualidade necessária.

Nos minutos finais, no desespero, muita bola na área, tentativas de chutes de longe, mas pouco brilho para conseguir pelo menos o empate e evitar sair de campo novamente vaiado pelo Fenômeno Azul. Final, Salgueiro 1 x 0.

(DOL)

1 COMENTÁRIO

  1. Kkkkkkkkkkkk o FAF (fenômeno azul do fracasso) é teimoso chama um REI ao invés de chamar um santo assim o milagre não vem só os fanáticos acreditam nesse time michuruca

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui