Com o aproveitamento positivo como mandante nesta Série C, hoje à noite, às 18h, o Clube do Remo tentará reencontrar o caminho das vitórias no estádio Mangueirão, em Belém, diante do Juventude, pela 11ª rodada da competição nacional. Embora esteja há três partidas sem triunfar, o avanço frente ao adversário pode fazer com que os azulinos voltem à primeira colocação da tabela, posto hoje ocupado justamente pelo time gaúcho. Além disso, nos seus domínios, o Leão almeja, na mesma intensidade, se apresentar de forma convincente nos gramados, algo cobrado internamente no grupo.

A definição da onzena titular, que segue às escuras, assim, sem total definição por parte da comissão técnica, não deve contar com muitas mudanças na escalação. Contudo, uma estratégia foi refeita para que o time entre em campo não somente preparado fisicamente e taticamente.

“Demos uma repaginada no nível emocional e no psicológico do time, para retomar aquela sequência de vitórias, pois agora acabou a gordura. Precisamos retomar essa caminhada. É muito importante para nossa equipe vencer o Juventude e continuar no G4. Faltam 10 ou 11 pontos para conseguirmos a classificação e estamos focados”, apontou o volante Yuri.

Rival Perigoso

Yuri, no entanto, fez questão de exaltar a qualidade e competitividade do Juventude. O volante também reiterou as virtudes remistas que estarão afiadas para garantir uma vitória e quebrar essa seca que tem incomodado a todos pelas bandas do Baenão.

“Para mim, (Juventude) é a melhor equipe da Série C, com certeza. Conseguiu chegar longe na Copa do Brasil, se reforçou financeiramente, fez boas contratações, possui um bom treinador e uma boa equipe. Então é o time mais perigoso do campeonato”, reconheceu. “Mas essa é a melhor equipe do Remo nos últimos anos e precisamos dar continuidade. A caminhada é longa, mesmo com o time jovem. É claro que iriamos oscilar na competição, mas agora acabou e é hora de virar a página”, ponderou.


Líder do grupo, Juve quer somar ponto

Na liderança isolada do chaveamento, o Juventude pode, em caso de vitória diante do Clube do Remo, nesta noite, abrir vantagem para o seu principal concorrente em busca pela ponta da tabela da Série C. Por isso, antes mesmo da delegação aterrissar em Belém, destacaram ao longo de toda a semana preparatória que a partida seria a mais importante da competição, justamente pelas condições que ela pode criar, seja favorável ou não, no grupo B. Porém, mesmo com uma boa vitória recente na bagagem, a equipe não irá com força máxima contra o Leão.

Os titulares João Paulo e Rafael Bastos estão fora da partida, por suspensão e lesão, respectivamente. Contudo, para as duas vagas, o treinador Marquinhos Santos pode estrear o recém-contratado Renato Cajá ou optar por John Lennon.

“É um concorrente direto, se conseguirmos somar pontos, vamos continuar na frente e esperamos jogar bem para isso”, comentou Santos.

Resultado definirá quem fica na ponta

Atualmente na terceira colocação do Grupo B da Série C, o Clube do Remo enfrenta logo mais o líder da chave, que é o Juventude. O jogo pode recolocar os azulinos na ponta, no entanto, em caso de revés, o adversário se afasta e se isola na primeira posição neste começo de returno. Não por acaso, os profissionais do Leão apontam o compromisso como “jogo de seis pontos”, pelas situações que podem ocasionar a depender do resultado. Mas, os jogadores azulinos trataram de ratificar a busca incessante pelo triunfo em casa, assim, sem brecha para intimidação.

“Em casa a história é outra. Nós vamos ser o fantasma, vamos assustar e buscar a vitória. É um time bom e que merece respeito, mas a vitória é o que estamos precisando e vamos brigar por ela”, disse o meia-atacante Carlos Alberto.

O jogador, que assumiu a titularidade absoluta na onzena principal e que já atuou com vários companheiros ao longo da competição no setor (Garré, Packer e Zotti), poderá dividir o meio-campo com outro jogador, que é Eduardo Ramos.

De acordo com Carlos Alberto, a expectativa é a melhor possível, já que todos dividem o objetivo de vencer. “É um grande jogador, de qualidade. Tem uma história muito bonita no clube e a gente espera que ele nos ajude na vitória e buscar essa classificação”, acrescentou.

Time titular: Escolhidos só serão anunciados na hora

De forma distinta das semanas que antecederam os jogos passados do Remo, quando, mesmo optando pelos treinamentos fechados se adiantou uma possível escalação, para esta noite, a comissão técnica não deu brechas de qual será o time lançado para enfrentar o Juventude nesta 11ª rodada da Série C.

Um dos fatores do mistério é em cima da reação do adversário, que certamente veio a Belém cuidadosamente ciente do estilo de jogo remista. Dessa maneira, adiantando que irá anunciar o time somente nas proximidades do horário da bola rolar, o treinador Márcio Fernandes, por sua vez, destacou que irá buscar o melhor para o confronto.

“Os adversários nos estudam e não queremos entregar informações importantes. Treinamos bem e vou optar por aqueles que me deram uma melhor resposta nos treinos”, disse Fernandes.

Com o retorno esperado de Marcão na zaga, nesse caso, somente duas alterações ocorreriam de forma inédita: a de Marcão Santana no ataque e de Eduardo Ramos no meio-campo. Na situação do meia-armador, a expectativa é grande por ter sido pedido, inclusive, pelo técnico. “Se depender de mim, espero entrar e jogar para ajudar a nossa equipe. Vou aguardar a opção do professor”, adiantou Eduardo Ramos.

2 COMENTÁRIOS

  1. Remo na terceira colocação neste momento? Kkkkk Se atualizem seus merdas!!!!
    E mesmo que a leoa ganhe, ainda precisa torcer pro São José perder, pois se ele ganhar, ele será o lider isolado, pois está na segunda colocação seguido do Paysandu, o remo é a quarta força… vcs são burros mesmo ein?!?!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui